Notícias

Desemprego em Portugal mantém-se nos 9,1% em julho

Desemprego em Portugal mantém-se nos 9,1% em julho

Desemprego em Portugal mantém-se nos 9,1% em julho

A estimativa provisória de junho foi revista em alta de 9% para 9,1% e a estimativa para julho aponta para uma manutenção desta taxa em julho. Número de desempregados aumenta pela primeira em um ano.

A taxa de desemprego manteve-se em 9,1% em julho, igual ao registado em junho e o mais baixo desde novembro de 2008, indicou esta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística, mas o número de pessoas desempregadas aumentou. A estimativa provisória avançada no mês passado para junho foi revista em alta de 9% para 9,1%.

O INE reviu em alta esta quarta-feira a taxa de desemprego que previa para junho. De acordo com os dados, a taxa de desemprego em junho terá sido de 9,1%, e não 9% como avançado na estimativa provisória divulgada no mês passado. Ainda assim, o mês de junho marca uma redução da taxa de desemprego face a maio, altura em que estava nos 9,2%.

Em julho, a estimativa provisória – e assim sujeita a alterações quando no próximo mês o INE voltar a publicar dados do desemprego mensal – aponta para uma manutenção da taxa de desemprego nos 9,1%.

Os dados mostram ainda que existe um crescimento no emprego na ordem das 12 mil pessoas, confirmando uma tendência que se tem vindo a registar nos últimos meses.

A diferença em relação aos meses anteriores é uma subida ligeira no número de pessoas desempregadas. De acordo com o INE, a população desempregada aumentou de 468,9 mil pessoas em junho para 470,1 mil pessoas em julho. A variação nos números, ligeira face aos números globais e de aumento do emprego, mostra ainda assim uma quebra face à série de um ano consecutivo de redução do número de pessoas consideradas como desempregadas pelo INE.

A última vez que a população desempregada aumentou foi há exatamente um ano, em julho de 2016. Desde então, os dados mensais do INE demonstram uma redução mensal consecutiva.

Os números relativos a julho são ainda provisórios, ou seja, estão sujeitos a revisões, tal como aconteceu agora para o mês de junho. Os dados finais sobre o desemprego e o emprego mensal de julho só serão confirmados no próximo mês, quando o INE divulgar o próximo destaque com o emprego e desemprego mensal.

Fonte: www.observador.pt

Pensando em investir em Portugal ?

Fornecemos um atendimento personalizado e exclusivo, prezando pela segurança jurídica, realizando acompanhamentos do cliente em todas as etapas do negócio.

Entre em contato conosco e faça como muitos brasileiros que redescobriram Portugal.

Leia também o “Descobrimento às avessas” e “Elite brasileira traz novos negócios para Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *